segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Surge um herói no esporte

O GP do Brasil de F1 de 2008 já entrou para a história. Uma das corridas mais emocionantes dos últimos tempos, não contente em decidir o campeão da temporada, o fez nos últimos metros, com uma emoção digna de uma partida de futebol. Felipe Massa, desde os treinos livres, demonstrou sua superioridade em Interlagos, e na corrida liderou o tempo intiero, fazendo a sua parte e vencendo a prova. Restava então torcer, como fizeram os milhões de brasileiros pelo país. E o Brasil acreditou que era possível. E Massa acreditou que era possível. E o país torceu como há tempos não fazia. Mas o destino foi caprichoso e, a 2 voltas do fim, colocou na boca dos brasileiros o gosto de ter um campeão mundial novamente. Mas, a 2 curvas do final, recolocou o título nas mãos do inglês Lewis Hamilton. Um brasileiro venceu no Brasil, mas o sentimento era de derrota. Difícil compreender esses momentos, onde a vitória parece não ser suficiente. Mas o que se viu vai além de um título mundial ou de uma vitória. Pois quando se percebe toda a dedicação e, principalmente, o orgulho de representar o seu país, estamos diante de um herói do esporte. E o Brasil é muito carente de ídolos em esportes individuais. Talvez o último grande nome tenha sido Guga, no tênis. Mas Felipe Massa agora entra para esse time. Mostrou competência, serenidade, vontade, solidariedade e ousadia quando necessário. Brilhou tanto quanto o campeão. Nos mostrou a dignidade e a beleza que um vice-campeonato pode ter. E nos encheu de esperanças de ver o Brasil novamente com um campeão mundial na F1 nos próximos anos. Por ora, um orgulhoso segundo lugar. E um novo herói esportivo. Parabéns, Felipe Massa!

2 comentários:

Claudiana disse...

Fadulzitos,

Eu ouvi a corrida com meu tio, disse para ele: Ah! Eu adoraria ser a 2. na minha profissão"..hahahaha

Vanessa disse...

Fadul,

Você precisava estar no Morumbi depois da corrida. A torcida ficou cantando pro Massa um tempão! Foi lindo!