terça-feira, 21 de abril de 2009

Futebol em branco e preto - a final do paulistinha 2009

Ufa! Enfim chegamos. Superando expectativas inclusive de seus próprios torcedores, o Santos, na semana em que completou 97 anos de glórias e futebol-arte, se credenciou à disputa de mais uma final. O adversário será o Corinthians, o outro alvinegro do estado. Jogando um futebol vistoso, aguerrido, determinado e irresistível, o peixe atropelou o Palmeiras nos 2 jogos da semifinal. Se na primeira partida tivemos o melhor jogo do campeonato, com incontáveis chances de gol para os dois lados, na segunda partida foi o "jogo de um time só". Ouvindo a partida pela radio Bandeirantes, perguntaram ao comentarista antes do jogo se o Santos iria para cima do Palmeiras. Veja a resposta: "- não deveria ir, mas irá com certeza, porque está no DNA do Santos...". Depois disso, é difícil acrescentar mais alguma coisa. É da natureza desse time buscar sempre a vitória, jogar de maneira ofensiva, não se intimidar jamais. Foi o que fizemos. Sem utopismo (será?!), foi a primeira vez que vi um time jogando um clássico fora de casa, sem a necessidade da vitória para se classificar, de maneira tão ofensiva, sufocando o adversário em seus próprios domínios. Foi demais! Mas ainda não acabou...restam 2 partidas para os famosos "deuses do futebol" voltarem a sorrir por estas bandas. No Brasil, funciona assim: lembra-se sempre do campeão. Por isso, aguardo ansioso pelo título que consagrará o que todo santista já percebeu: esse Santos é mais um time diferenciado, daqueles que ficam marcados na história do maior clube do Brasil. O pequeno Madson é incansável, no ataque e na defesa, na velocidade e na habilidade; Paulo Henrique Ganso não se esconde do jogo, erra porque arrisca e quando acerta...arranca suspiros da torcida incrédula; Neymar cresceu na hora decisiva e foi determinante na semifinal, agora é a hora de se posicionar ao lado de Pelé e Robinho, jogando bem contra a vítima favorita destes grandes ídolos santistas. Como aconteceu com a última geração reconhecida pela imprensa, a de 2002, novamente a final será contra o Corinthians. Será que teremos pedaladas novamente? Quem sabe... o que sei é que serão 2 jogos eletrizantes. Felizmente, após muito tempo, o Santos poderá jogar uma final em sua casa, a Vila Belmiro, alçapão que faz muita diferença. O segundo jogo será no Pacaembu, a nossa "casa" na capital, estádio que já viu uma das maiores apresentações do Santos, naquele inesquecível 10/12/1995 (Santos 5 x 2 Fluminense - semifinal do campeonato brasileiro 1995). É inevitável e quase impossível conter a euforia diante das circunstâncias, mas seguiremos como azarões, correndo por fora até os 45 do segundo tempo, quando já sem condições de evitar o inevitável, a voz dos 10% de santistas presentes no Pacaembu no dia 03/05/2009 se fazer mais forte que toda a imprensa esportiva, e ecoar por todos os lugares um só grito: VAI PRA CIMA DELES, SANTOS!!!

2 comentários:

Clau disse...

Bom post.Mas e o Domingos?Você nem mencionou a performace do bravo jogador...rs
Fadulzitos, estou torcendo pelo Santos!
Ainda quero saber sua opinião sobre meu post futebolístico:http://pulaomuro.blogspot.com/2009/04/tabelinha.html

Beijocas

Vanessa disse...

Boa sorte pro Santos!!!!