domingo, 26 de abril de 2009

"só hoje..."

Só hoje o futebol poderia ser um esporte justo... só hoje o time que joga melhor poderia vencer... só hoje o time que pressiona o adversário o tempo inteiro poderia traduzir isso em gols... só hoje um certo camisa 9 poderia aprender a não estar em impedimento em TODOS os lances do jogo... não! A graça do futebol está exatamente na injustiça, na sorte e no acaso. Desta forma, o Santos perdeu a primeira partida da decisão pro Corinthians por 1 x 3. Ainda restam 90 minutos no Pacaembu, e justamente por se tratar do injusto futebol, o Peixe ainda pode ser campeão paulista 2009. Chegou a hora de mostrar que o "SANTOS É O TIME DA VIRADA, SANTOS É O TIME DO AMOR". Eu torço pra que consigamos esse feito, pois o time merece pelo que vem jogando. Basta não pecar tanto nas finalizações e torcer pra que um certo fenômeno não desequilibre novamente. Amanhã é dia de botar a camisa e encher o peito de orgulho, perdemos o jogo de pé, jogando bem e criando chances. Os verdadeiros torcedores sabem disso: é nas derrotas que percebemos quem está com o time e quem só comemora os títulos. Eu pessoalmente me encontro no primeiro grupo, acho que os 18 anos de jejum de títulos me fizeram lidar melhor com essas situações. Vergonha? Vergonha teria se o time não se esforçasse em campo, o que não é o caso. Domingo que vem é dia de mais injustiça, e um alvinegro fará a festa em SP. Se for o Santos, maravilha, se for o Corinthians, parabéns e bola pra frente.
Santos, sempre Santos

3 comentários:

Vanessa disse...

É meu caro, como dizem: "quem não faz, leva"!
Como o Santos conseguiu perder tanto gol?
Que desespero!
E o que foi aquele gol do gordo?
Putz... aquele humilhou!
Mas vamos ver o que vai dar o próximo jogo...
Sorte!

Clau disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clau disse...

Fadul, Fadul, Fadul, Fadul!

Que texto bonito, é isso aí, hoje é dia de você sair com a camisa do Santos e mostrar ao mundo seu amor... O melhor,mesmo sofrendo, faz rir...hahaha
Tô torcendo por vocês ;). Beijocas