quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Festa democrática?

A cada 2 anos, é comum ouvirmos nos noticiários frases como "hoje houve mais uma festa da democracia brasileira" ou "o país consolida a cada eleição a democracia". Pois aguardo ansiosamente essa consolidação efetiva da democracia brasileira, que só se INICIARÁ quando tornarmos o voto efetivamente um direito dos cidadãos, ao invés de dever que há tempos o caracteriza. Direito a voto só os jovens de 16 e 17 anos ou os maiores de 70 anos possuem no Brasil. E é normal ouvir por aí que "conquistamos o direito de votar". Ora, no máximo "conquistamos" o dever de votar! Afinal, não sofremos penalizações quando não exercemos nossos direitos, quando abrimos mão deles por alguma razão. Já em relação ao voto, se não cumprimos com essa obrigação, pagamos até multa e ficamos impedidos de algumas atividades, como participar de concursos públicos. A cada eleição, o povo brasileiro vem demonstrando mais maturidade e responsabilidade na hora de votar. É hora de darmos esse significativo passo que é a transformação do voto em direito. Com isso, acredito que até a política possa elevar o seu nível, pois ao invés de campanhas que tentem convencer o eleitor que o candidato A é menos pior que o candidato B, passaríamos a ter candidatos empenhados inicialmente em convencer o eleitor que o voto é importante, ou seja, traria para o debate político a importância do voto, que por sua vez, despertaria o interesse pela coisa pública, pela busca de benefícios à sociedade. Entendo que representaria um salto de qualidade no debate político, ao mesmo tempo que significaria uma inclusão qualitativa da sociedade nessa troca de idéias em benefício da maioria. Já se foi o tempo em que era necessária uma "legitimidade forçada" para referendar governos de práticas duvidosas. A democracia brasileira merece uma festa onde os eleitores sejam convidados, e não convocados!

4 comentários:

Anônimo disse...

Fadul para presidente!

Concordo com o texto, mas infelizmente acho que não estarei viva para essa festa.

Clau

Vanessa disse...

E eu além de ser obrigada a votar, sou obrigada a participar da "festa da democracia" sendo mesária.
E como mesária, vejo cada coisa! Tanta gente que não "sabe" votar, falando "ai mocinha, esqueci o número do cara" ou então "branco é o mesmo que nulo né?" ou então "ahh eu só quero votar para prefeito, o que eu faço agora? tá aparecendo voto para vereador".
Lamentável...

Andrei disse...

Discordoooooo!!!
Para mim o voto deve ser obrigatório sim. Nosso país carece de uma cultura política, nossa "república" é jovem e a participação de toda a população é mais recente ainda. Pelo menos a cada dois anos nos preocupamos com as eleições, quem não quer votar, justifica.
"A cada eleição, o povo brasileiro vem demonstrando mais maturidade e responsabilidade na hora de votar."
SERÁ?!?!?

WOLF disse...

Acho que o voto tem que ser obrigatorio pq caso contrario o discaso da populaçao podera levar uma minoria com ideias insanas ao poder. Na França o voto é facultativo e quase que um racista com ideias nazista chega ao poder. No estados unidos idem o Bush chegou tao junto com o Gore que bastou sumir com uns votos que ele se elegeu e tai no que deu