domingo, 26 de outubro de 2008

O tempo (inspirado por um comercial de TV)

3 segundos é pouco quando se faz aquilo que gosta? 3 segundos é muito para um piloto de F1? Falar por 5 minutos é muito? Escutar sua música preferida por 5 minutos é pouco? 15 minutos parece pouco quando seu time vai perdendo a decisão de um campeonato? 15 minutos parecem uma eternidade quando seu time está prestes a se sagrar campeão? 2 horas parecem menos quando se assiste a um bom filme no cinema? 2 horas parecem não ter fim quando se assiste a uma "palestra motivacional" no seu trabalho? 6 horas de sol forte na praia ainda é pouco? 6 horas de chuva torrencial é muito? 1 semana sem ter de olhar para o seu chefe é pouco? 1 semana sem ver a pessoa amada é muito? 1 mês de férias é pouco? 1 mês trabalhando sem parar todos os dias é muito? A 6 meses do fim da faculdade, e com um TCC a ser feito, parece pouco tempo? Ao terminar o primeiro semestre da faculdade, parece que ainda falta muita coisa? Ver seu time ganhar 3 títulos em 1 só ano ainda é pouco? Ver seu time passar 3 anos sem ganhar 1 título sequer parece muito? Uma vida inteira ao lado de quem se ama ainda é pouco? Passar uma vida inteira à procura de alguém é muito? Ah, o tempo...sujeitinho tão temperamental, esse tempo. Ora faz as vezes de carrasco implacável e insensível, ora se mostra o ombro amigo que consola e faz esquecer as tristezas da vida. Dizem que só ele para dar jeito em certas coisas. Mas é ele também quem desgasta relações e as faz ruir. O tempo não perdoa a ninguém, e ainda insiste em nos jogar na cara suas marcas quando nos olhamos no espelho. Pode ser aguardado, desejado, indesejável, inoportuno. Mas ele não se curva a melindres ou favorecimentos. Ele se faz presente, passado e futuro. À todos. O tempo é justo. E por isso talvez seja tão questionado e incompreendido. Inclusive por mim.

3 comentários:

Vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa disse...

Ahhh o tempo! Sujeito engraçado esse!
Lembro que quando eu era adolescente eu repetia uma frase (acho que do Mário Lago):

"Fiz um acordo com o tempo, nem eu fujo dele, nem ele me persegue. Um dia a gente se encontra"

Pena que ele não cumpriu com o acordo!!!!

Claudiana disse...

Um texto lindo em qualquer tempo.
Por vezes, ao me ver no espelho penso que o movimento dos meus olhos são a representação do tic- tac de uma bomba relógio que diz: seu tempo está se esgotando, escolha o fio e torça para ser o certo...hahahaha.Depois eu sento na minha cadeira de balanço e acho graça. Você está certo, o tempo é justo, por isso tão polêmico!
Em tempo, venha nos visitar!!! Saudades